A Serra de Sintra outrora apelidada de Monte da Lua é uma Serra dos concelhos de Sintra e Cascais e situa-se entre a planície da terra Saloia e o Mar. Constituída por um maciço granítico de pouca altitude, mede cerca de 10 quilómetros de leste a oeste e cerca de 5 km de largura, tendo o seu maior pico uma altitude de 529 metros, na Cruz Alta.

A Serra de Sintra está integrada no Parque Natural de Sintra-Cascais. Possui uma fauna riquíssima e aqui se encontram por entre carvalhos, sobreiros e pinheiros-mansos: raposas, ginetas, toupeiras, salamandras, o falcão-peregrino, a víbora e diversas espécies de répteis escamados.

A Serra de Sintra é considerado como um local místico,  mágico, energético e astral  já de tempos remotos, também associada ao seu microclima que a envolve de brumas.

Considerada a Serra do Romantismo, é procurada por muitos visitantes que inevitavelmente por ela se apaixonam, possuindo enormes riquezas naturais, monumentais, culturais e artísticas.  A grande riqueza do ecossistema e o brumoso véu de romantismo que o envolvem foram cantados pelos poetas em inúmeras ocasiões, particularmente por Gil Vicente, Camões (Os Lusíadas), Southey e Byron (Childe Harold).

A beleza única da sua paisagem cultural está classificada como Património Mundial pela UNESCO, sendo mesmo a única no mundo com esta classificação.

É na Serra de Sintra que se localizam: o Castelo dos Mouros, o Palácio da Pena, o Convento dos Capuchos, o Palácio Nacional de Sintra, o Palácio de Monserrate, o Palácio de Seteais e a Quinta da Regaleira.

A Vila de Sintra faz parte do território do Parque Natural Sintra Cascais. Juntamente com a Serra de Sintra constituem um dos mais belos locais em Portugal. O Monte da Lua sempre cheio de magia e encantamento faz as maravilhas de todos os que a visitam e realizam as Caminhadas da Serra de Sintra.